Now Reading
Instituto Unibanco e ABPN lançam a websérie “Afrocaminhos: Juventudes Negras e Educação”

Instituto Unibanco e ABPN lançam a websérie “Afrocaminhos: Juventudes Negras e Educação”

Disponibilizado no YouTube e no Observatório de Educação, produção reúne entrevistas com participantes do projeto Afrocientista e especialistas, como Zara Figueiredo, do Ministério da Educação

O Instituto Unibanco, em parceria com a Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN) acabam de lançar a websérie “Afrocaminhos: Juventudes Negras e Educação”. Os cinco episódios têm em média 7 minutos de duração e estarão disponíveis no site do Observatório de Educação – Ensino Médio e Gestão e no canal do Instituto Unibanco no Youtube. A produção audiovisual é da BemTV, produtora independente especializada em ações de educação e comunicação popular e uma das 30 organizações contempladas no I Edital de Fortalecimento Institucional do Instituto Unibanco (2021-2023).

A coletânea traz entrevistas de estudantes do Ensino Médio e do Ensino Superior que participam ou já participaram do projeto Afrocientista, além de falas de pesquisadores(as) da ABPN e especialistas como Zara Figueiredo, secretária de Educação Continuada, Alfabetização de Jovens e Adultos, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação (SECADI/MEC). Identidade racial, racismo no espaço escolar e ações afirmativas são alguns dos temas tratados nos episódios.

As entrevistas foram realizadas durante o 1º Encontro Nacional do Afrocientista, promovido nos dias 27 e 28 de outubro de 2023. O projeto Afrocientista é uma iniciativa da ABPN que visa potencializar a vocação científica e promover o letramento racial de estudantes afro-brasileiros, por meio de atividades desenvolvidas pelos Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros (NEABs), Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABIs) e grupos correlatos. No final do ano passado, o Ministério da Educação através da SECADI oficializou a parceria com a ABPN para expandir o projeto.

Para o superintendente-executivo do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques, a websérie é um valioso instrumento para sensibilização dos(as) professores(as) e gestores(as) em relação à importância de se trabalhar as relações étnico-raciais e equidade na educação. “A websérie valoriza o compartilhamento das trajetórias escolares de estudantes do ensino médio e da graduação a partir de seus processos de autorreconhecimento étnico-racial e como essa experiência impactou suas perspectivas de futuro. Nessa reflexão, destaca como o ambiente escolar pode ser um catalisador vital, evidenciando a relevância de professores e gestores comprometidos com uma educação antirracista”, salienta. A série também aborda a importância das políticas de ação afirmativa no ensino superior e a necessidade de iniciar essas discussões desde a educação básica.

A presidenta da ABPN, Iraneide Soares, destaca que a websérie traz vozes potentes e mensagens necessárias sobre políticas de combate ao racismo na escola; sobre a importância da presença de estudantes negros nas universidades e da produção científica com a participação da juventude negra. “Tudo isso vem de encontro a um conjunto de políticas afirmativas que constitui a Política Nacional de Equidade, Educação para as Relações Étnico-Raciais e Educação Escolar Quilombola (PNEERQ), do Ministério da Educação. A websérie, portanto, é mais um instrumento para a gestão e para uso em sala de aula que contribui para o combate ao racismo e a implementação de uma educação antirracista”, enfatizou a presidenta.

Os episódios são lançados semanalmente, todas as quintas-feiras, no Observatório de Educação, do Instituto Unibanco, e ficarão disponíveis gratuitamente por meio deste link.

Sinopse dos episódios:

  • Descobrir-se negro: o papel da escola no reconhecimento racial. Neste episódio, sobre a questão da identidade racial, os estudantes relatam processo de autoidentificação racial, fortalecimento da identidade negra e autoafirmação.
  • Escola antirracista: representatividade importa. O episódio aborda o racismo presente no espaço escolar, o processo de compreensão da sua existência pelos estudantes negros, seu impacto sobre a trajetória acadêmica desses estudantes e o papel da escola no enfrentamento do racismo.
  • O lugar das relações étnico-raciais na escola Episódio que discute a relação entre fortalecimento da identidade negra e a construção de perspectivas de futuro que contemplem o acesso à universidade.
  • Ações afirmativas e o direto à educação da população negra. A importância das políticas afirmativas na educação básica e no Ensino Superior é o tema do episódio, que trata da Lei de Cotas, de políticas de permanência na universidade e da Lei 10.639/2003.
  • Fazer ciência com consciência racial. O processo de apagamento das contribuições das populações afro para a ciência e a dificuldade de ingresso e os desafios para permanência no Ensino Superior enfrentados pelos estudantes negros são temas do episódio, que destaca a importância de termos mais pesquisadores e cientistas negros.
Benilda Brito (Múcua Consultoria) e Ricardo Henriques (Instituto Unibanco) no lançamento da websérie Afrocaminhos: Juventudes Negras e Educação.
What's Your Reaction?
Curti
0
Descurti
0
Interessante
0
Quero
0

© 2020. Afro.Tv Brasil todos direitos reservados.