Now Reading
Natura Musical e Governo da Bahia apresentam “Amaríssima”, primeiro álbum da cantora revelação Melly

Natura Musical e Governo da Bahia apresentam “Amaríssima”, primeiro álbum da cantora revelação Melly

Álbum “Amaríssima” chega à todas as plataformas digitais com faixas que imprimem a musicalidade da artista e conta com parcerias especiais

Artista revelação do ano pelo Prêmio Multishow, edição de 2023, a cantora Melly é uma das vozes mais potentes da atualidade e lançou dia 28 de Maio, o primeiro álbum de sua carreira, intitulado “Amaríssima”. Superlativo de amargo, o projeto é mais do que uma simples coleção de músicas: é uma celebração da diversidade e da expressão pessoal da artista, que transita, nas 12 faixas, do pop ao RnB.

Com participações nos vocais de Liniker, na faixa “10 minutos” e Russo Passapusso, em “Rio Vermelho”, o álbum está em produção há, aproximadamente, um ano e meio, e todas as composições e produções foram realizadas pela própria cantora, que conta também com parcerias de compositores como Deivite Marcel, Lucas Cirillo, Yan Cloud, Panda, Zamba e Tainã Trocolli, Felipe Barros, Dja Luz, Theo Zagrae, Marcelo Delamare, Russo Passapuso, Liniker, também produtores Melly; Ícaro Santiago; Theo Zagrae; DEEKAPZ; Marcelo Delamare; Zamba; Tainã Trocolli; Panda; Eric Manigga; SEKO, mixagem de David Marroquino, nome renomado na indústria musical, e masterização por Victor Vaughan.
 

“O álbum “Amaríssima” gira em torno do amargo. É um disco sobre aprendizado, como eu pessoa, como eu produtora, o disco traduz tudo o que eu sou agora. Traz o fundamento de que precisamos viver certas dores para ganhar experiência. Fala sobre saudade, amor, ansiedade, tudo que tange o amargo,” comenta Melly sobre o álbum, no qual assina todas as composições, contando com algumas parcerias ao longo das faixas.
 

Com fortes influências, que exploram suas referências internacionais e nacionais, Melly entrega toda sua musicalidade no lançamento do álbum, que explora muito da cultura do lugar que cresceu. As letras e melodias ficam responsáveis por trazer toda a profundidade que a artista busca ao tatear o amargo na concepção geral do álbum, desde a escolha do nome, até as parcerias e composições de ritmos e beats.
 

“Eu precisava trazer a melancolia para as faixas e composições, por isso o álbum conta com a participação de instrumentos de corda, como o violão. Trouxe muito do violão por acreditar que a madeira traz este sentimento, os instrumentos acústicos, a bateria acústica. Tentei extrair o amargo trazendo instrumentos de percussão, madeira e violoncelo. Porque vejo que cada música é uma imagem diferente, cada canção é um recorte sonoro, que somado ao beat entrega a sensação que busco ao entregar meu primeiro disco.”, afirma Melly sobre a pesquisa em torno da temática central do lançamento.
 

Depois do boom com o single Azul”Melly se consolida como uma artista mais madura, tanto pessoalmente quanto profissionalmente, sobretudo no que diz respeito a sua música, composições e produções, essas que refletem as vivências, crenças e valores da artista.
 

“O que eu vejo que mudou agora é que eu acredito no meu potencial como artista, musicista, produtora. Eu sei o que busco, e é a música. Tudo o que estiver ao redor da música, é o meu antro, é o que eu preciso pra viver. E com meu primeiro álbum no mundo eu espero que as pessoas possam sentir, espero que o álbum em si faça sentido, e que ele possa chegar em muitos outros lugares”, finaliza Melly.
 

“Amaríssima” é o novo trabalho da artista Melly e conta com realização da Map Music em parceria com a Giro Planejamento Cultural. O projeto tem patrocínio do Natura Musical (por meio da seleção em edital) e do Governo do Estado da Bahia, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda. Dentre os projetos do estado também selecionados pelo Natura Musical estão DecoloniSate, Festival da Diversidade: Paulilo Paredão, Festival Frequências Preciosas, Gabi Guedes e Sued Nunes. No Estado, a plataforma já ofereceu recursos para mais de 80 projetos de música até 2022, em diferentes formatos e estágios de carreira, como Margareth Menezes, Luedji Luna, Mateus Aleluia, Mahal Pita e Casa do Hip Hop da Bahia.

O lançamento está em todas as plataformas digitais pela Som Livre – ouça aqui.

Sobre Melly

Com um DNA musical único, Melly canta desde os 6 anos de idade. A cantora e compositora construiu a sua identidade sonora a partir do gênero norte-americano R&B e com sua autenticidade afro-baiana, tornando-se uma aposta potente na cena brasileira. Em 2021, lançou o EP “Azul”, foi uma das selecionadas pela AUR para o projeto “POSS – Proteja Os Seus Sonhos”, como uma das artistas negras em evidência na cena independente e se apresentou pela primeira vez no Festival Afropunk Bahia com Deepkapz Cronista do Morro, no mesmo espaço que nomes como Luedji Luna, Mano Brown e outras referências da música preta. Em 2023 ganhou como Artista Revelação no Prêmio Multishow e subiu no palco de festivais como Rock The Mountain, MECA – Inhotim, MITA, WOW. Atualmente se prepara para o lançamento do seu primeiro álbum.


 

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

© 2020. Afro.Tv Brasil todos direitos reservados.