Now Reading
Fórum Brasil Diverso 2023 recebeu mais de 1.200 pessoas durante dois dias de evento no Hotel Unique

Fórum Brasil Diverso 2023 recebeu mais de 1.200 pessoas durante dois dias de evento no Hotel Unique

A 9ª edição do evento contou com a presença de Erika Hilton, Anderson Silva, Manoel Soares e executivos de grandes empresas nacionais e globais

Durante os dias 17 e 18 de novembro aconteceu a 9ª edição do Fórum Brasil Diverso no Hotel Unique, em São Paulo. O evento recebeu cerca de 1.256 pessoas de diversas regiões do país, como Sul, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. Dentre elas, pessoas de gêneros diversos, sendo cerca de 70% do público formado por mulheres cis e transgêneras.

A abertura do Fórum Brasil Diverso, na sexta-feira (17), contou com a participação do Governador do Estado, Tarcisio de Freitas, que em sua fala mencionou as ações e políticas de inclusão que vem sendo planejadas para jovens negros no estado de São Paulo. Dentre as ações citadas, o governador afirma que programas de capacitação, educação e profissionalização como intercâmbios devem se iniciar ainda em sua gestão. O governador também declarou apoio à iniciativas como o Fórum Brasil Diverso, que tem como objetivo auxiliar o avanço econômico do país ao unir o poder público, sociedade civil e empresas privadas.

“Pioneiro em debater a questão de raça no mundo corporativo este ano o Brasil Diverso teve uma contribuição fenomenal ao mostrar como as práticas ESG estão conectadas à inclusão racial no Brasil. Essa é uma importante iniciativa para dar velocidade à discussão, mas é necessário que o estado, organizações privadas e a sociedade civil estejam envolvidas. Os avanços são notáveis, mas precisamos caminhar mais rápido nesse sentido, ainda há muito o que ser feito”, afirma Maurício Pestana, fundador e CEO do Fórum.

Pela primeira vez em nove anos, o Fórum Brasil Diverso, contou com uma sala dedicada exclusivamente às reflexões e debates sobre educação e a pauta racial. Sob a organização da Fundação Dom Cabral (FDC), escola de negócios parceira do Fórum 2023, a sala dedicada à educação recebeu painéis para discutir desafios e possibilidades da educação como promotora de inclusão racial. A FDC é a 7ª melhor escola de negócios do mundo, de acordo com o Financial Times, e tem a Educação Social como pilar estratégico. A diretora de Relações Institucionais e Sustentabilidade da FDC, Marina Spinola, abriu o evento pelo lado da escola de negócios.
 

Entre os convidados da sala, estiveram presentes acadêmicos, pesquisadores e lideranças empresariais e sociais. Grazi Mendes, professora convidada da FDC e Head de Diversidade, Equidade e Inclusão da ThoughtWorks, foi a primeira palestrante e falou sobre os tipos de futuro e a importância da tecnologia ancestral para construir esses futuros por meio do sonho, da criatividade e da esperança. Zulu Araújo, Mestre em Cultura e Sociedade, conselheiro do Grupo Cultural Olodum e ex-presidente da Fundação Cultural Palmares/Ministério da Cultura, esteve presente em um debate sobre os avanços da Lei 10.639 para uma educação antirracista. Cléa Maria Ferreira, doutora em educação e Coordenadora do Centro de formação da Vila, falou sobre como educar os educadores para multiplicarem, reforçando ainda que a escola ou é antirracista ou racista, e a inação já a torna racista. O encerramento no segundo dia de evento foi marcado por uma palestra da Mafoane Odara, professora convidada da FDC, sobre o poder da linguagem aprendendo a lidar com as tensões e os conflitos.
 

Outra novidade da 9ª edição do evento foi o espaço Afroempreendedorismo e Inclusão, que recebeu profissionais de Micro e Pequenas Empresas que trabalham com o foco na inclusão de pessoas diversas no mercado de trabalho. Um dos painéis do espaço abordou os desafios de criar, manter e prosperar um negócio no Brasil, com participação do presidente do Sindicato da Micro e Pequena Indústria (Simpi), Joseph Couri, que apresentou dados e mudanças que estão sendo realizadas no cenário das Micro e Pequenas Empresas, junto de Gilson Rodrigues, presidente do G10 Favelas, Bloco de Líderes e Empreendedores de Impacto Social das Favelas brasileiras, que trouxe a realidade da potência econômica bilionária das favelas do país como consumidoras e prestadoras de serviço.
 

Passaram pelos painéis do evento Maurício Rodrigues, CEO da Bayer LatAM; Regina Silvestre, Gerente de Diversidade, Inclusão e Cultura da VIVO/Telefônica; Roberta Anchieta, Diretora de Adm Fiduciária – Itaú/Unibanco; Esmênia Miranda, vice-prefeita de São Luís do Maranhão; Fábio Adegas Faccio, CEO das Lojas Renner e muitos outros executivos que estão transformando a cultura de suas organizações por meio de práticas de diversidade e inclusão.
 

O segundo e último dia do evento contou com a participação surpresa do lutador Anderson Silva, que está no Brasil para a divulgação da série que conta sua história, e do ator William Nascimento, que interpreta Anderson em sua fase mais jovem. O último painel da 9ª edição do Fórum Brasil Diverso foi mediada por Maurício Pestana, CEO e fundador do evento, com a participação da Deputada Federal Erika Hilton e Brenddáh Hudson, Cofundadorie da Tamo Juntes, abordou como o estado Brasileiro tem olhado para as pessoas empreendedoras negras.
 

Para fechar com chave de ouro, o grupo Clube do Balanço e a cantora Vanessa Jackson, fizeram um show de encerramento para celebrar o sucesso da edição, que em 2023 realiza seu maior formato até o momento.

© 2020. Afro.Tv Brasil todos direitos reservados.